Características do planeta Vênus

Sobre o nome

Na época dos antigos romanos, entendia-se que Vênus era um dos quatro planetas além da Terra.

Sendo o mais brilhante e visível destes planetas, os romanos nomearam Vênus como sua deusa do amor e da beleza.
Como resultado de seu nome, o planeta tem sido naturalmente associado ao amor, à feminilidade e ao romance ao longo da história.

Características Gerais

É frequentemente observado que Vênus e a Terra são planetas gêmeos devido à sua similaridade em tamanho, densidade, massa e volume.

Embora essas características planetárias sejam relativamente as mesmas, Vênus e a Terra ainda são substancialmente diferentes em muitos outros aspectos (atmosfera, rotação, temperaturas da superfície e ausência de lua em Vênus).

Assim como Mercúrio, nosso conhecimento de Vênus cresceu consideravelmente durante a segunda metade do século XX.

Por exemplo, antes das várias missões planetárias conduzidas pela NASA e pela União Soviética a partir dos anos 1960, os cientistas esperavam que as condições sob as nuvens extremamente densas permitissem a vida.

Infelizmente, os dados coletados durante essas missões provaram que as condições presentes eram muito severas para sustentar a vida.

Atmosfera de Vênus

A atmosfera de Vênus pode ser dividida em duas grandes camadas.

A primeira é o agregado de nuvens que efetivamente cobre todo o planeta. A segunda é tudo abaixo dessas nuvens.
As nuvens que circundam Vênus se estendem de 50 a 80 quilômetros acima da superfície do planeta e são compostas principalmente de dióxido de enxofre (SO2) e ácido sulfúrico (H2SO4).

Essas nuvens são tão densas que refletem 60% da luz solar que Vênus recebe de volta ao espaço.

Ao estudar a atmosfera sub-nuvem, duas características são imediatamente proeminentes: densidade e composição.

Além disso, o efeito que essas duas características produzem no planeta é profundo, fazendo de Vênus a mais quente e menos hospitaleira de qualquer planeta do Sistema Solar.

Em primeiro lugar, com uma temperatura atmosférica de aproximadamente 480 ° C. Isso torna facilmente a superfície de Vênus a mais quente de qualquer planeta no sistema solar.

Superfície (e o solo de Vênus)

Devido às espessas nuvens que envolvem Vênus, os detalhes de sua superfície não podem ser obtidos através de simples meios fotográficos.

Felizmente, os cientistas conseguiram usar o método de mapeamento por radar para obter essa informação.
Fotografias do solo de Vênus
Enquanto a fotografia e a imagem de radar funcionam coletando a radiação que refletiu sobre um objeto, a diferença está nas formas de radiação coletadas.

A fotografia coleta radiação de luz visível e o mapeamento por radar coleta radiação de microondas.

A vantagem de usar mapeamento por radar com Vênus é que a radiação de microondas é capaz de passar pelas espessas nuvens do planeta (E chegar ao solo de Vênus). Enquanto que a luz necessária para a fotografia é incapaz de fazê-lo.

Os primeiros mapeamentos de radar da superfície venusiana via espaçonave vieram em 1978, quando a nave espacial Pioneer Venus começou a orbitar o planeta.

O que os mapas resultantes revelaram foi uma superfície consistindo principalmente de planícies formadas por antigos fluxos de lava, com apenas duas regiões das terras altas, Ishtar Terra e Afrodite Terra.

Em 1990, a nave espacial Magellan começou a orbitar Vênus.

Além de realizar um mapeamento de radar semelhante ao da Pioneer Venus, a Magellan também realizou uma imagem de radar mais avançada que reuniu detalhes muito mais refinados.

O que Magellan descobriu aproximadamente 1000 crateras de impacto.

Curiosamente, nenhuma das crateras vistas tinha menos de 2 km de diâmetro.

Isto sugere que qualquer meteóro pequeno o suficiente para criar uma cratera com um diâmetro inferior a 2 km teria se partido e queimado durante sua passagem pela densa atmosfera venusiana.

Uma observação adicional sobre o tamanho das crateras de impacto ajudou a esclarecer a idade da superfície do planeta.

Não só estavam ausentes pequenas crateras de impacto na superfície do planeta, mas também aquelas de grande diâmetro.

O que isso nos diz é que a superfície foi formada desde o período do grande bombardeio (3,8 a 4,5 bilhões de anos atrás), quando um grande número de crateras de impacto foram formadas nos planetas internos.

Assim, geologicamente falando, a superfície de Venusiana é relativamente jovem.

As características mais visíveis da superfície são aquelas produzidas pela atividade vulcânica do planeta.

Como mencionado acima, a primeira dessas características é a enorme planície causada pelos antigos fluxos de lava.

Cobrindo mais de 80% da superfície venusiana, essas planícies são a característica mais dominante.

A segunda característica proeminente são as estruturas vulcânicas da superfície, que são numerosas e variadas.

Muitos vulcões “panquecas” foram observados em Vênus.
Acredita-se que esses vulcões tenham tomado sua forma distinta, plana e em forma de disco, devido a uma erupção (de toda a lava) de uma só vez e através de um único orifício.

Depois de tal erupção, a lava então se espalha para fora de maneira uniforme e circular.

Interior e a Composição de Vênus

Assim como os outros planetas terrestres, o interior de Vênus é essencialmente composto de três camadas: uma crosta, um manto e um núcleo.

No entanto, o que é intrigante sobre a composição de Vênus (em oposição ao de Mercúrio ou Marte) é como ela é semelhante ao interior da Terra.

Embora seja impossível testar a verdadeira similaridade dos interiores dos dois planetas, é razoável tirar essas conclusões com base nas características que os dois planetas compartilham.

Assim, acredita-se que a crosta de Vênus tem 50 km de espessura, seu manto tem 3.000 km de espessura e o núcleo tem um diâmetro de 6.000 km.

Uma pergunta não respondida sobre o interior venusiano é se o núcleo do planeta é líquido ou sólido.

Por um lado, como Vênus e a Terra são tão parecidas, é razoável concluir que, como a Terra tem um núcleo líquido, Vênus também tem.

Por outro lado, há também evidências que sugerem que o núcleo venusiano é sólido. Essa evidência vem do fato de o planeta não possuir um campo magnético substancial.

Simplificando, os campos magnéticos planetários são o resultado da transferência de calor de dentro de um planeta para sua superfície. Um componente necessário desta transferência é um núcleo líquido.

O argumento é que, como Vênus não possui um campo magnético substancial, ele não pode possuir um núcleo líquido.

Órbita

O aspecto mais notável da órbita de Vênus é sua uniformidade de distância do Sol.

De fato, com uma excentricidade de apenas 0,00678, a órbita de Vênus é facilmente a mais circular de todos os planetas.
Além disso, essa pequena excentricidade significa que a diferença entre o periélio de Vênus (1,07 x 108 km) e seu afélio (1,09 x 108 km) é de apenas 1,46 x 106 km.

Assim como as informações sobre a superfície de Vênus, poucos dados sobre sua rotação puderam ser obtidos até a chegada das missões na segunda metade do século XX.

Surpreendentemente, o que essas missões revelaram foi o quão única é a rotação de Vênus.

Enquanto a rotação padrão de um planeta em torno de seu eixo é no sentido anti-horário (vista do “topo” do plano orbital), a rotação de Vênus é retrógrada ou horária.

A razão para isto é atualmente desconhecida, mas existem duas teorias populares.

A primeiro aponta para a ressonância rotação:órbita 3: 2 de Vênus com a Terra.

Para alguns, isso é altamente sugestivo de que, ao longo de bilhões de anos, a força gravitacional da Terra alterou a rotação de Vênus para seu estado atual.

Alguns cientistas, no entanto, duvidam que a força gravitacional da Terra tenha sido grande o suficiente para mudar Vênus de maneira tão fundamental.

Em vez disso, eles olharam para o antigo Sistema Solar quando os planetas estavam sendo formados para fornecer uma explicação.

Eles teorizam que a rotação original de Vênus era semelhante à dos outros planetas, mas foi alterada para sua orientação atual quando um grande objeto atingiu o jovem planeta (com grande força), essencialmente derrubando o planeta de cabeça para baixo.

Uma segunda descoberta inesperada a respeito da rotação de Vênus é sua velocidade.

Levando aproximadamente 243 dias terrestres para completar uma única rotação, um dia em Vênus é mais longo do que em qualquer outro planeta.

Isso por si só já é digno de nota.

O que é ainda mais impressionante, porém, é quando o dia de Vênus é comparado ao seu ano.

Com aproximadamente 224 dias terrestres, o ano de Vênus é quase 19 dias terrestres a menos de um dia venusiano.

Mais uma vez, nenhum outro planeta compartilha tal propriedade.

A principal teoria para esse fenômeno é aquela que é usada para explicar a rotação retrógrada do planeta.

Meu artigo completo sobre Vênus.

Comentários

Nome

Blog,68,Júpiter,11,Marte,14,Mercúrio,9,Netuno,1,Planetas,2,Terminologia,16,Vênus,14,
ltr
item
Astronomia: Características do planeta Vênus
Características do planeta Vênus
https://2.bp.blogspot.com/-ly-qyEIPEms/W1-LKvyQj5I/AAAAAAAAFBc/IoTrlP06_9kgNdnwPwEEIlfzpFO4IFugQCPcBGAYYCw/s320/Venus.jpg
https://2.bp.blogspot.com/-ly-qyEIPEms/W1-LKvyQj5I/AAAAAAAAFBc/IoTrlP06_9kgNdnwPwEEIlfzpFO4IFugQCPcBGAYYCw/s72-c/Venus.jpg
Astronomia
https://www.astronomia.gelsonluz.com/2018/08/caracteristicas-do-planeta-venus.html
https://www.astronomia.gelsonluz.com/
https://www.astronomia.gelsonluz.com/
https://www.astronomia.gelsonluz.com/2018/08/caracteristicas-do-planeta-venus.html
true
811587097880757219
UTF-8
Todos os artigos já foram carregados Não encontrei nenhum artigo :( Ver todos Leia mais Responder Cancelar resposta Apagar Por Início Páginas Artigos Ver todos Recomendado para você: TAGS Arquivo Procurar Todos os artigos Nenhum artigo corresponde a sua solicitação Back Home Domingo Segunda Terça Quarta Quinta Sexta Sábado Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sab Janeiro Fevereiro Março April Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro Jan Fev Mar Abr Maio Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Agora mesmo 1 minuto atrás $$1$$ minutes ago 1 hora atrás $$1$$ hours ago Ontem $$1$$ days ago $$1$$ weeks ago mais de 5 semanas atrás Seguidores Seguir Conteúdo exclusivo Por favor compartilhe para acessar Copiar todo código Selecionar todo código Todos os códigos from copiados Can not copy the codes / texts, please press [CTRL]+[C] (or CMD+C with Mac) to copy